Rádio Uirapuru de Fortaleza


 



 Ainda hoje se comenta a fase dos anos de ouro do Rádio cearense vividos brilhantemente, onde se procurou ressaltar que a época foi de pioneirismo, das rádios-novelas, dos programas de auditório, enfim, de tanta coisa marcante e vivida pelo Rádio no Ceará antes do aparecimento da televisão. O surgimento da Rádio Uirapuru trouxe aos cearenses uma inovação do que até então haviam feito as emissoras que a antecederam.
Inaugurada em 16 de junho de 1956, sua fundação fora resultado de uma labuta dedicatória e porque não dizer audaciosa de José Pessoa de Araújo e Aécio de Borba de Vasconcelos, com pacto associativo de amigos dentre os quais se destacaram José Julio Cavalcante, Luiz Crescêncio Pereira e Afrânio Peixoto.







 Em todo projeto audaz devemos analisar os fatores que motivam e os que influenciam e neste clímax, nasceu a “Emissora do Pássaro”, a “Casa do Esporte”, “A Boazinha”, como bem frisaria depois o grande radialista Cid Carvalho. A rádio uirapuru na época de sua criação precisaria de novidades, bem como outras emissoras, e foi isso que fez com que o rádio não morresse, quando surgiu em novembro de 1960, a TV Ceará canal 2, a maior concorrente na história do rádio. Após a revolução pacífica, o rádio encontrou seu próprio rumo.
A Rádio Uirapuru tinha uma programação moderna e variada onde manteve de maneira diversificada, o entretenimento para os ouvintes, mas voltando-se para mantê-lo informado e prestando seus serviços aos que a prestigiavam com sua audiência.
Foram firmados convênios com a Mayrink Veiga e Nacional do Rio de Janeiro e os grandes programas humorísticos da época passaram a ser apresentados também em Fortaleza em gravações. A esse estilo de programação se juntaram as produções locais, como “Almanaquinho do Ar” com Tarcísio Tavares, “Revistinhas da Cidade” com Ivan Lima; “Despertador Musical” com Juarez Silveira e “Nos Bastidores policiais” com Cidrak Ratts, que marcou época
O forte na programação da ZYH-25 haveria de ser o esporte, a noticia e a informação de um modo geral. E que para tudo isso viesse a funcionar com melhor qualidade, para aqui veio o extraordinário Fernando Jacques, da Rádio Nacional do Rio que acabara de retornar ao Brasil, após estágio na BBC de Londres.
Uirapuru diz respeito a um pássaro raro, pequeno, com penas castanhas e cinzas e seu porte é algo em torno de 200 g. Segundo os amazonenses, seu canto bonito e nostálgico só é ouvido quinze minutos por ano. Que bela inspiração do empresário José Pessoa de Araújo.
A instalação do estúdio inaugural foi no décimo primeiro andar do Edifício Arara (IAPC), na Rua Pedro Pereira no centro de Fortaleza. A Estação Transmissora fora colocada no antigo Santa Rita (atual Maraponga), considerado um dos bairros mais arborizados da capital. Cada emissora que surgia, notadamente procurava ganhar o seu espaço, pois a televisão como já foi dito ainda não existia. As famílias se reuniam em suas respectivas salas de estar e, nas cantoneiras sintonizavam o Rádio.
O bom do rádio antes da TV era que, o ouvinte trabalhava com sua imaginação querendo descobrir quem era aquela voz, ou desenhava na mente como seria aquele locutor ou Radioator.
A Rádio Uirapuru em 1957 mudou seu estúdio para o “Prédio do Rádio”, edifício que a direção mandou construir na esquina das ruas Clarindo de Queiroz com General Sampaio, na antiga praça da Bandeira. O formato da edificação era realmente de um aparelho receptor que serviu de ícone, tal como: “Guindaste Titan” no Mucuripe; o “Bar do Avião” na Parangaba; a “Palhoça do Raimundão” na Serrinha; o “Atapu” no Joaquim Távora; a “Vila Cazumba” na estrada de Messejana; o “Muro do Colégio Santa Isabel” no antigo Alagadiço e as “Oficinas do Urubu” no Carlito Pamplona.




 Alguns que marcaram época nos microfones da Uirapuru foram: Em gravação, o Reverendo Celsino Gama com o Cada Dia, Programa da Igreja Presbiteriana. Silvino Neves com forró na Madrugada; as manhãs eram descontraídas com Guajará Cialdine com “Guajará no Varandão”; na brilhante voz do jornalista e advogado, Dr. Cid Saboya de Carvalho ao meio dia “Antenas e Rotativas”. Heraldo Menezes que era o dono da tarde com os programas: Atendendo o Ouvinte e o Peça o que Quiser; Edison Silva aos domingos com Nós na Fossa.
Foi registrado muito ecletismo e pouca vaidade na emissora do pássaro, que convém salientar a passagem de Cesar Coelho com “Romances de César Coelho”, dramas diário; Carvalho Nogueira que como poeta e jornalista, tinha a alma de seresteiro.
Atuaram dentre outros também: Baman Vieira, Carlos Alberto, Lúcio Sátiro, Orlando Viana, Barroso Damasceno, Gilvan Dias, Cauby Chaves, Vicente Alencar, Almir Pedreira, Lúcio Brasileiro...
Em 1975, a Uirapuru mudou de freqüência, passando de 1340 para 760 kHz e no prefixo de ZYH 588. O estúdio depois que saiu da Praça da Bandeira, esteve na Rua Quintino Bocaiúva (Benfica), no edifício da Gellati na Avenida Barão de Studart e, atualmente é localizado na Rua Marcondes Pereira, no bairro Joaquim Távora.
Pouco antes de ser vendida, a administração da Uirapuru estava sob o comando de José Pessoa Filho, Wagner Jucá e Vânia Pessoa.
Adquirida pela Igreja Universal do reino de Deus, a Boazinha passou uma temporada com o nome de “Record”, porém ao integrar a Rede Aleluia, voltou ao original: “Rádio Uirapuru de Fortaleza”, e agora com modernos transmissores jogando 25 kw na antena de 110 metros, os céus do Nordeste são rasgados com 24 horas de programação evangélica.






















 “Aos amigos não poupo elogios; aos inimigos ainda que os tivesse, pouparia qualquer crítica”. José Pessoa de Araújo.   



20 comentários:

Anônimo disse...

As vezes na falta de palavras é melhor dizer: Que saudade do passado. abs

ASSOCIAÇÃO DE OUVINTES DE RÁDIO DO CEARÁ - AOUVIR/CE disse...

Parabéns Assis Lima pela matéria. Pelo resgate da história da Rádio Uirapuru, nós como ouvintes lhe agradecemos por mais este informe. Um grande abraço da Aouvir/CE.

Anônimo disse...

REPRESSÃO ÁS RÁDIO LIVRES AUMENTA NO BRASIL,
A repressão DA, TAL DE ANATEL E da Polícia Federal Brasileira ELES TIRAM ATE FOTOS DA CASA E ANTENAS, sobre as rádios Livres que funcionam no país tem sido cada vez maior e mais violenta. ANATEL ,E A POLICIA FEDERAL, ELES ROUBADOS EQUIPAMETOS COMPRADOS COM SACRIFICIO,E OS POLITICOS NÃO FAZEM NADA,POR QUE NÃO FAZEM IGUAL A O USA ? LA Não¯ existem nem concessção nem permissção para o funcionamento dessas emissoras, apenas regras téfinidas para protegê­las do interesse do grande capital. Quem controla essas emissoras é a própria população que pode solicitar seu fechamento. MAIS ELES FAZEM LEIS PARA BENEFICIAR OS GRADES EMPRESARIOS, FAZEM LEIS PARA ACABAR COM OS PEQUENOS ,QUE NÃO PODEM TER ,VEIS NEM VOIZ ,RADIOS QUE E VOIZ DO POVO TOCA A MUSICA QUE O POVO GOSTA DE OUVI,E PROIBIDA ,PELO OS GRADES EMPRESARIOS E POLITICOS,O PRESIDEMTE QUE SE PENSAVA QUE IRIA AJUDAR OS PEQUENOS,DAS RADIOS LIVRES, VAZ E MANDA A ANATEL E POLICIA FEDERAL, PRENDE E APREENDE OS TRESMISORES E EQUEPAMETOS DAS RADIOS LIVRES, E NÃO FAIZ NADA,NÃO PRESISA MAIS DESTAS RADIOS EM ?!!!, (DEPUTADOS FEDERAL, E SENADORES,)VAMOS MUDAR ESSAS LEIS E LIBERA AS PEQUENAS RADIOS DE PEQUENA POTENCIA, 7W , AS CHANDA RADIOS DE QUARTERÃO, QUEM TEM UMA RADIO DESSA E ROUBADO OS EQUIPAMETOS COMPRADOS COM SACRIFICIO,PELA A TAL DE ANATEL ,E A POLICIA FEDERAL É MAIS, TEM ESTUDIOS ARROBAMDO E PORTAS NO CHUTES, QUEBRADAS,E HOMILHANDO, ALGEMANDO E XINGANO os comunicadores populares E DONO DESTAS RADIOS







LEIA AQUI

http://poluisosonora.blogspot.com

João de Deus disse...

Nos fins dos anos 70 e inícios dos anos 80 eu era adolescente e tinha insônia. Sempre dormia com um radinho ao meu lado,pois era certeza meu despertar noturno. Ouvia a rádio uirapuru até o seu encerramento que era feito ao som de uma musica que falava do pássaro uirapuru. hoje tenho no meu celular a musica de encerramento das transmisões e quando escuto, sou transportado para a época da minha adolescencia.

Anônimo disse...

Não lembro mais o ano, so sei que na noite em que o ceará tremeu eu estava sintonizado na radio uirapuru e estava tocando Fagner " eternas ondas " e de repente eu escutei aquele chiado da agulha deslizando por todo LP e depois de uma pequena pausa, com os nervos no lugar, o locutou (nã lenbro o nome ) informou que em Fortaleza havia tremido, e pediu aos ouvintes que ligassem pra lá e informasse se tantem tinham sentido o terremoto. por isso o Radio aind é o maior canal de comunicação.

Abraço a todos

francisco disse...

NÃO ME CONFORMO COMO AS IGREJAS EVANGELICAS FICAM COMPRANDO NOSSAS EMISSORAS DE RADIO ANTIGASW E MUDAM A PROGRAMAÇÃO COMO SE O OUVINTE NÃO TIVESSE VEZ FICO TRISTE EMNÃO TEM MAIS A RADIO ANTIGAS AI EMFORTALEZA A A RADIO ASSUNÇÃO DRAGÇAO DO MAR, RADIO CEARA RADIO CLUB RADIO IRACEMA TYODAS JÃO NÃO SÃO COMO ERA FICO TRISTE COMO PODE O GOVERNO DO ESTADO PERMITIR ISSO T5EMOS QUE DAR UM BASTA NISSO

Anônimo disse...

É isso rádio é uma concessão mas também é comércio. Horários são como leilões.

Anônimo disse...

"Alô amigos, alô desportista do meu Ceará".
Assim, começavam os comentários de Cid Carvalho, após as partidas de futebol no PV.
Acho que seu nome completo era CId Sabóia de Carvalho.
Um forte abraço.
Chico Barroso
Salvador-Bahia

Anônimo disse...

Moro agora em Brasília, mas lembro de coisas na minha infância com nostalgia e isso pela Rádio Uirapuru quando as vezes no prefixo se ouvia o som do canto do pássado. O rádio cearense no pasaado interagia com os bairros e não se via uma casa que não tivesse seu rádio ligado. Lamentavelmente hoje é só música de má qualidade e o locutor mal aparece. Lembro ainda hoje de uma das frase: "Cid carvalho é integrante da Rádio Uirapuru, a casa do esposte".

Anônimo disse...

Will Nogueira da televisão também começou na Rádio Uirapurú. Eu morava perto e gosta do programa dele.

Anônimo disse...

Alô amigos também tenho saudade da radio Uirapuru, hoje moro na cidade de Canudos BA,mas quando eu morava na roça sempre sintonizava esta emissora no grande radio antigo do meu pai, agora sinto saudades desta radio e seus programas, porque fizeram issso com esssas radios que quando adolescente sempre gostava de ouvir , as radios Dragão do mar,Uirapuru, Assunção, Verde mares.
Um abraço e saudade das emissoras que foram extintas.

Anônimo disse...

hoje moro em são Luís-Ma, me lembro muito bem do programa revivendo os campeonatos na voz de MOESIO LOIOLA um abraço a naçao do FORTALEZA

Anônimo disse...

EU LEMBRO MUITO BEM DA RÁDIO UIRAPURU, A RÁDIO TINHA GRANDES OPERADORES DE AÚDIO, LEONCIO MACAMBIRA,O MAGICO DA MESA DE SON, HÉLIO MALVEIRA COMO DIZIA O BAMAN VIEIRA, MENA BARRETO ERA O CHEFE, ADEMIR MUNIZ E TANTOS PROFISSIONAIS QUE PASSARAM NA EMISSORA DO PASSARO.

Anônimo disse...

A RÁDIO UIRAPURU SEMPRE FOI A ESCOLA DO RÁDIO CEARENSE, GRANDES PROFISSIONAIS PASSARAM LÁ. CID CARVALHO, HERALDO MENEZES, VILLAR MARQUES, IVAN LIMA,JULIO SALES, MOÉSIO LOIOLA, CHICO ROCHA, LUCIO SÁTIRO, GUAJARÁ CIALDINE, EDSON SILVA, BAMAN VIEIRA,OPERADORES DE SON HÉLIO MALVEIRA, LEONCIO MACAMBIRA,JOSÉ RODRIGUES, MENA BARRETO CHEFE,ADEMIR MUNIZ E TANTOS OUTROS PROFISSIONAIS

Anônimo disse...

AQUI NO RIO DE JANEIRO LEMBRO MUITO BEM DO PROGRAMA DO WILL NOGUEIRA NA UIRAPURU SABADO A NOITE, O SHOW DO GRILO ERA SÓ ROCK PURO E AOS DOMINGOS TINHA O SHOW DOS BEATLES, A DUPLA ERA O WILL E O HÉLIO MALVEIRA NA MESA DE SOM.

Anônimo disse...

Sou cearense de FORTALEZA, escultava este programa todos os sabados das 7 as 8. Na época eu deveria ter uns 14 anos de idade. Eu me lembro quem fazia o program era o narrador Moesio Loiola.

Anônimo disse...

Anônimo Disse...
Infelizmente a Rádio Uirapuru não chegava na cidade que moro, mas quando chegava em Fortaleza, a tardinha procurava um local que o rádio estivesse sintonizado na Uirapuru para ouvir a crônica do Insigne Bacharel em Direito Dr. Luiz Crescêncio Pereira, há vários anos no Oriente Eterno.
15 de setembro de 2013 17:00

Francisca Silva disse...

Não lembro com precisão o ano, mas lembro que meu pai sintonizava no programa Guajará no varandão, e tinha uma musica que eu gostava muito. Não sei o titulo e nem o cantor, mas era + ou - assim: No meu roçado não faltava nada, tinha de tudo que eu procurava.... se alguem tiver o titulo, cantor ou o áudio, eu agradeço se compartilhar comigo. Eu adoraria ouví-la de novo. Meu e-mail francy1701@gmail.com

Marcio disse...

Eu, também, pertenci ao cast de locutores da Uirapuru. Luciano Venancio.

raimundoelesbao@yahoo.com disse...

Meu nome é Raimundo Elesbão; sou Baiano e não perdia o fantástico programa O SHOW DO GRILO, era a NATA juntamente com o programa O SOM POP da radio sociedade de Feira de Santana-BA.
Emocionante a lembrança.
raimundoelesbao@yahoo.com.br

Postar um comentário